texas-moody
Blog

MOOCs do Centro Knight abrem brecha para o ensino de ferramentas jornalísticas em escala massiva e mundial

Knight Center

Knight Center

 

Mais de 2.300 pessoas de 120 países começarão na segunda, 12 de agosto, um curso online de cinco semanas para aprender os conceitos básicos do jornalismo de dados graças ao inovador programa de Cursos Online Massivos e Abertos (os MOOCs, na sigla em inglês) do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, que já alcançou mais de 15 mil pessoas em cinco continentes desde que a iniciativa foi lançada há dez meses.

Os MOOCs estão revolucionando o mundo da educação online e, desde outubro de 2012, o Centro Knight oferece sua própria versão deles. Enquanto a maioria dos cursos online são aulas universitárias gravadas em vídeo e modificadas para serem compartilhadas na internet, os MOOCs do Centro Knight foram especificamente desenhados para este novo formato e enfatizam a colaboração entre os estudantes. Através dos fóruns online dos cursos, os instrutores constantemente respondem perguntas e fazem comentários gerais sobre o trabalho dos estudantes, uma vez que os participantes são incentivados a discutir materiais de classe e ajudar uns aos outros.

O MOOC mais recente do Centro Knight, “Jornalismo de Dados: Noções Básicas”, busca explorar novos territórios outra vez: será a primeira vez que o Centro Knight oferece um curso com vários instrutores, oferecendo aos estudantes a oportunidade de interagir e aprender diretamente com vários especialistas no jornalismo de dados que atualmente trabalham para veículos líderes nos Estados Unidos como New York Times, NPR, Houston Chronicle e Pro Publica.

Da esquerda para a direita: os instrutores Sisi Wei, Derek Willis, Lise Olsen, Jeremy Bowers e Amy Schmitz Weiss.

Da esquerda para a direita: os instrutores Sisi Wei, Derek Willis, Lise Olsen, Jeremy Bowers e Amy Schmitz Weiss.

O programa tem sido um sucesso, não só pelo impressionante número de estudantes que atraiu, mais também por sua qualidade e efetividad apesar do baixo orçamento de sua estrutura. As avaliações e comparações feitas com outros MOOCs têm sido esmagadoramente favoráveis.

Em pouco menos de um ano, a iniciativa conseguiu redefinir os limites do formato e provar que não só é possível ter interações dinâmicas em classes online com milhares de participantes, como também enriquecer consideravelmente a experiência dos estudantes.

Em uma era em que todo mundo é potencialmente um repórter cidadão, os cursos massivos do Centro Knight marcam um importante primeiro esforço para difundir as ferramentas e processos jornalísticos por meio de capacitação aberta tanto para os profissionais de mídia quanto para o público em geral.

“Estamos muito contentes de democratizar o acesso ao treinamento jornalístico. Em um período em que o jornalismo já não é um monopólio de jornalistas e que qualquer cidadão pode cometer atos de jornalismo, é importante propagar as ferramentas jornalísticas o máximo possível", disse o professor Rosental Calmon Alves, fundador e diretor do Centro Knight. "Este programa que estamos chamando de 'Jornalismo para Todos' não só tem a meta de dar uma oportunidade aos jornalistas e não jornalistas de se capacitarem, mas também de ajudar as pessoas a valorizarem a importância do jornalismo profissional".

Alberto Cairo

Alberto Cairo

Os primeiros MOOCs do Centro Knight foram conduzidos por Alberto Cairo, um especialista reconhecido internacionalmente na área da infografia e visualização de dados que começou sua carreira em seu país natal, a Espanha, e agora dá aulas na Universidade de Miami. Seu MOOC, "Introdução à Infografia e à Visualização de Dados", aconteceu pela primeira vez no ano passado e chegou a quase 2 mil participantes. Foi tão bem recebido que o Centro Knight ofereceu uma segunda edição um mês depois, que atraiu 5.250 estudantes de 133 países.

 

María Teresa Ronderos

María Teresa Ronderos

Em seguida veio o MOOC “Como Cobrir Melhor as Eleições", ministrado pela reconhecida jornalista colombiana María Teresa Ronderos e concluído em abril de 2013. O curso contou com 1.772 participantes de 45 países.

O mais recente MOOC do Centro Knight foi “Introdução ao jornalismo de Dados”, com a instrutora Sandra Crucianelli. O curso em espanhol terminou no mês passado e teve quase 4.000 estudantes de 62 países.

 

Sandra Crucianelli

Sandra Crucianelli

Os quatro cursos receberam excelentes comentários por seu dinamismo e interatividade.

“Quando fiz o MOOC de visualização de dados com Alberto Cairo, não sei quanto tempo ele e sua assistente passaram acompanhando os fóruns e revisando os projetos, mas pareceram estar muito envolvidos", afirmou o ex-participante SocProf em seu site The Global Sociology Blog, onde compara o MOOC do Centro Knight com outros cursos do Coursera e Udacity.

Os estudantes também trabalharam uns com os outros. Após terminar o MOOC de Ronderos, a participante Diana Gil Calvo, uma especialista de imprensa no Ministério de Educação do Peru, disse que o curso "foi uma experiência enriquecedora, não só pelo alto nível de ensino como também também pela oportunidade pela primeira vez de compartilhar com diferentes estilos e experiências de diferentes colegas de outros países".

Embora a efetividade do programa tenha sido comprovada, o desafio nesta etapa na qual o Centro Knight busca novas formas de financiamento é conseguir que o programa se torne sustentável, disse Alves.

"Por enquanto, obtemos uma pequena quantidade de receita por meio da cobrança de 30 dólares que é enviada aos participantes que queiram um certificado ao terminar o curso e cumprir todos os requisitos. Mas precisamos encontrar mais fontes de receitas ou doações para continuar con este incrível programa", afirmou.

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas foi criado pelo professor Rosental Alves, da Faculdade de Jornalismo da Universidade do Texas em Austin, em agosto de 2002, graças à uma generosa doação da Fundação John S. and James L. Knight. O Centro Também recebe contribuições de outros doadores como a Fundação Open Society e a Universidade do Texas em Austin. O principal objetivo do Centro é ajudar os jornalistas da América Latina e Caribe que estejam interessados em melhorar a qualidade do jornalismo em seus países.