texas-moody
Blog

"Jornalismo de Dados: Noções Básicas", o inovador MOOC do Centro Knight, chega ao fim

Depois de cinco semanas com especialistas em jornalismo de dados e de ter atraído 3.700 participantes em mais de 143 países, “Jornalismo de Dados: Noções Básicas”, o Curso Online Massivo e Aberto (o MOOC) mais inovador do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, terminará na próxima segunda-feira.

O curso de cinco semanas começou no dia 12 de agosto e acabará oficialmente em 16 de setembro. Os instructores foram cinco jornalistas trabalhando em algumas das principais organizações de notícias dos Estados Unidos: Derek Willis do New York Times, Jeremy Bowers da National Public Radio, Lise Olsen do Houston Chronicle, Sisi Wei do ProPublica e Amy Schmitz Weiss da Universidade Estadual de San Diego.

O curso foi um exitoso experimento, já que foi a primeira vez que o Centro Knight convidou múltiplos instrutores para ministrar um só curso.

"Tentamos uma nova fórmula desta vez, colocando no comando do curso uma professora universitária e quatro profissionais que estão na vanguarda do jornalismo de dados em alguns dos veículos mais importantes dos Estados Unidos. O resultado foi excelente", disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas. "Esperamos repetir esta fórmula com outros MOOCs no futuro, já que este experimento criou a ponte perfeita entre a indústria do jornalismo e a academia e ofereceu uma oportunidade de aprendizagem única a milhares de pessoas em todo o mundo".

Da esquerda para a direita: Os instrutores Sisi Wei, Derek Willis, Lise Olsen, Jeremy Bowers e Amy Schmitz Weiss.

"Jornalismo de Dados: Noções Básicas" atraiu 3.724 estudantes de 143 países. Muitos vieram dos Estados Unidos, Reino Unido, Espanha, Brasil, Canadá, Rússia, Holanda, Índia, Itália e México. Também participaram pessoas de países como Alemanha, Colômbia, França, Congo, Hong Kong, China, Finlândia, Quênia, Portugal e Peru.

O MOOC se caracterizou pela alta participação na página do Facebook do curso e através da hashtag no Twitter #datajmooc.

A participante Daniela Guazo, da Fundação MEPI no México, compartilhou na página de Facebook vários mapas que produziu, incluindo um que fez com o Google Fusion Tables e mostra o número de prisioneiros em cada estado mexicano por cada 100 mil habitantes.

O participante Diogo Antonio Rodriguez preparou um gráfico dos diferentes gêneros musicais que serão representados em um festival de música no Rio de Janeiro.

E o estudante Jorge Pérez usou as ferramentas que aprendeu no curso para extrair dados de PDFs e produzir um gráfico dos gastos do governo mexicano em publicidade durante a última década.

Outros estudantes fizeram em inglês alguns de comentários sobre o curso via Twitter:

O MOOC deu aos participantes uma visão geral do que é o jornalismo baseado em dados e como ele é praticado nas redações dos Estados Unidos. Além de aprender sobre os fundamentos desta disciplina, os alunos também viram como os dados são usados por grandes veículos hoje, onde localizar dados, como limpá-los e analisá-los criticamente, e como otimizar a apresentação de informações para torná-las inteligíveis e interativas ao máximo.

“Jornalismo de Dados: Noções Básicas” responde ao crescente interesse internacional em jornalismo de dados e foi oferecido logo após a conclusão do MOOC de grande popularidade do Centro Knight em espanhol, "Introdução ao Jornalismo de Dados", com a instrutora Sandra Crucianelli. O curso atraiu cerca de 4.000 pessoas de 62 países diferentes.

Antes do MOOC de Crucianelli "Introdução ao Jornalismo de dados", o Centro Knight ofereceu o curso "Como melhorar a Cobertura Eleitoral", que foi ministrado em espanhol pela aclamada jornalista colombiana María Teresa Ronderos e concluído em abril de 2013, com 1.772 participantes de 45 países.

O primeiro MOOC do Centro Knight foi "Introdução à Infografia e Visualização de Dados", conduzido no ano passado pelo instrutor Alberto Cairo, com mais de 2.000 alunos. O curso foi tão bem recebido que oCentro Knight ofereceu uma segunda edição este ano, idêntica à primeira. Ela terminou em fevereiro e teve 5.000 estudantes de 133 países.

O Centro Knight tornou-se um pioneiro na educação online massiva de jornalismo quando lançou seu programa de MOOC em outubro de 2012. Diferente de outros cursos do gênero, os treinamentos massivos do Centro Knight são criados especificamente para este programa e buscam incentivar um maior número de interações dos alunos com os instrutores e seus colegas. Os MOOCs do Centro Knight não são cursos universitários formais e não podem ser utilizados como créditos universitários.

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas foi criado pelo professor Rosental Alves, da Faculdade de Jornalismo da Universidade do Texas em Austin, em agosto de 2002, graças à uma generosa doação da Fundação John S. and James L. Knight. O Centro Também recebe contribuições de outros doadores como a Fundação Open Society e a Universidade do Texas em Austin. O principal objetivo do Centro é ajudar os jornalistas da América Latina e Caribe que estejam interessados em melhorar a qualidade do jornalismo em seus países.